Fernanda Ferrugem e o seu Espaço.

Por Dayane Almeida

Mais uma estilista de Brasília aqui no Vitrines uhuull. A Fernanda Ferrugem é uma das estilistas mais conhecida da nossa cidade.  Já tinha muito tempo que eu queria entrevistá-la, mas nunca dava certo, só que em um belo sábado rolou a tão esperada entrevista. Eu fui ao Espaço Ferrugem (local de exposição das peças da estilista) e galera, o espaço é muito atraente, nos remete a Chapada dos veadeiros, é uma mistura de São Jorge com Pirenópolis, é muito legal e aconchegante. Quem não conhece precisa conhecer.

72061_469543930207_8103717_n

Fernanda Ferrugem

_MG_9558

_MG_9559

Hoje a Fernanda Ferrugem é uma das estilistas mais consagradas de Brasília e participa dos desfiles mais importantes da cidade, mas nem sempre foi assim.  No mercado há mais de 14 anos Fernanda começou expondo o seu trabalho em feiras e em eventos de moda até ficar conhecida.

521684_598766466820111_222769906_n

Desfile Fernanda Ferrugem no Capital Fashion Week (Pocket) 2013

555051_445294268885772_2105353186_n

Desfile Fernanda Ferrugem no Capital Fashion Week (Pocket) 2013

524645_591657704178379_1302022629_n

Desfile Fernanda Ferrugem no Capital Fashion Week (Pocket) 2013

A estilista sempre gostou de moda, ela não soube nem me explicar quando tudo começou porque de acordo com ela, sempre fez parte de sua vida. Nasceu em um lar onde sua avó era costureira e sua mãe era modista e quando era pequena já fazia roupas para as suas bonecas. A estilista trabalhou muito tempo como vendedora na loja Triton, emprego que também a deixava perto da moda.  Quando ela saiu da loja propôs a sua mãe que fizessem roupas bem diferentes que não se achava com tanta facilidade. E deu certo, já que era sua mãe quem fazia as roupas usadas por ela, a Fernanda sempre desenhava suas peças e sua mãe as costurava e essas roupas chamavam muita atenção por onde ela passava. “Porque ela já fazia pra mim roupas que eu desenhava e a galera que me via usar gostava e isso me motivou”, afirma.

_MG_9507

Espaço Ferrugem

_MG_9515

Espaço Ferrugem

_MG_9516

Espaço Ferrugem

_MG_9546

Espaço Ferrugem

Depois desse pequeno empreendimento a Fernanda, sua irmã e sua mãe perceberam a necessidade de um local maior onde elas pudessem expor tudo o que faziam agregando o salão, a loja e um espaço de costura e dessa necessidade nasceu o Espaço Ferrugem. Ferrugem é o sobrenome da família e tinha tudo a ver com a história.

_MG_9517

Espaço Ferrugem

_MG_9518

Espaço Ferrugem – Decoração

_MG_9537

Espaço Ferrugem – decoração

O espaço Ferrugem é um lugar onde você encontra de tudo e de acordo com a Fernanda, o lugar não foi feito só para vender roupa, o local foi feito para agregar eventos, exposições, arte e moda, “no espaço Ferrugem a gente não vende só roupa, queremos algo a mais. Eu estou sempre atrás de pessoas que agreguem ao espaço, que possa vir se unir com a gente, somar”, conta. A decoração do lugar também é da Fernanda, se ela não fosse estilista com certeza seria decoradora por que o lugar é encantador.

_MG_9553

Espaço Ferrugem

_MG_9566

Espaço Ferrugem

_MG_9578

Espaço Ferrugem

_MG_9582

Espaço Ferrugem

Para criar suas peças a estilista se inspira em momentos de sua vida e em tudo o que ela vê e acha que pode virar moda. A moda criada por Fernanda é relacionada ao seu estilo de vida, é a cara dela, ela só pegou o que já gostava de usar, as peças desenhadas por ela e feitas por sua mãe e começou a vender. Para essas criações a estilista conta com a ajuda do seu amigo Raoni Vieira é ele também quem a ajuda na produção de seus desfiles, ele tem a preocupação de sair do comum e compor todo o cenário dos desfiles.

_MG_9586

Espaço Ferrugem

_MG_9587

Espaço Ferrugem

_MG_9593

Espaço Ferrugem

Os sapatos encontrados no espaço são feitos por parcerias. Fernanda Explica que eles sempre estão atrás de pessoas que tenham a ver com o estilo dela para se juntar em algum projeto.  “As sapatilhas, por exemplo, são de uma marca daqui de Brasília que chama trilha, eles fizeram esses sapatos para o nosso desfile”.

_MG_9584

Espaço Ferrugem

_MG_9595

Espaço Ferrugem – Decoração

_MG_9607

Espaço Ferrugem

O Espaço Ferrugem tem o diferencial da autenticidade e da verdade que é passada, é um estilo de vida das filhas e mãe que é passado para os seus clientes.  “As pessoas sentem que aqui a gente pensa em tudo, tudo mesmo, é um shopping, se não tem aqui a gente cria”. O local também oferece um brechó vintage com peças dos anos 90 para trás é tudo garimpado com muito cuidado, além de contar com peças customizadas pela Fernanda, que adora modificar roupas usadas.  As peças que ficam das coleções passadas também vão para o brechó em um preço mais em conta.

_MG_9625

Espaço Ferrugem – Salão

_MG_9626

Espaço Ferrugem – Salão

_MG_9627

Espaço Ferrugem – Decoração

É isso moçada, é um lugar fera que oferece salão de beleza, loja de roupas, vestidos de festa e artes como quadros, e artigos para decoração, brechó e uma costureira, tudo no mesmo lugar. Funciona de segunda a sexta-feira de 9h da 19h e aos sábados e de 11h da manhã até as 20h. Os preços variam de R$ 10 a 1.000,00 e os pagamentos podem ser feitos com cartões, cheques e dinheiro.  Entre em contato pelo número: (61) 35677442, pelos e-mails: ferrugeme@gmail.com/ Fernanda Ferrugem @hotmail.com, pelo Facebook ou pelo Blog.

Curta o vitrinesDay 

Anúncios

Bazar Dazamiga

Por Dayane Almeida

Ontem, 17 de março, eu fui cobrir o Bazar Dazamiga. O evento estava em sua oitava edição e aconteceu no Shopping Deck Norte. Como já havia dito em outro post eu não tinha ido às edições anteriores, ainda não conhecia e por isso fui lá para ter a minha própria percepção do evento.

Bom, eu adorei tudo.  Achei super organizado e dá para ficar enlouquecida mesmo, um estande com peças mais lindas que as outras. Peças maravilhosas novas e usadas. Os valores variavam muito, tinham coisas que eram muito baratas e tinham outras que eram sem noção, muito caras. Tinham alguns estandes que os preços eram surreais, tipo, uma pulseira por mais de R$ 200,00 e isso pra mim em um bazar é super sem noção. Mas tinham as coisas que compensavam muito, os estandes dos brechós (que eu penso que era a primeira proposta do evento) tinham roupas e bijus bem em conta.

Mas é isso galera, eu gostei muito do ambiente, tudo muito lindo, muitas coisas diferentes, valores para todo tipo de bolso, roupas e acessórios para todo tipo de estilo e as donas dos estandes foram super educadas e atenciosas comigo.

Eu tirei várias fotos, acredito que não tirei de todos os estandes, (tinha muuuita coisa) mas fotografei a maioria. Não vou colocar legendas em todas as fotos porque eu não lembro os nomes de todas as lojas e brechós.  As fotos são para quem não foi ter uma noção de quanta coisa bacana tinha por lá e para que se anime para a próxima edição do Bazar Dazamiga.  São muitas fotos quem tiver tempo e paciência vale a pena olhar todas.

Não deixe de curtir a página do VitrinesDay

_MG_8590

Aí eu vi Vintage

Aí eu vi Vintage

_MG_8594

_MG_8596

_MG_8597

_MG_8602

_MG_8605

_MG_8607

_MG_8611

Adoro um brechó

_MG_8612

Adoro um Brechó

Adoro um Brechó

Adoro um Brechó

_MG_8620

_MG_8625

_MG_8626

_MG_8632

_MG_8639

Luca d’Ville

_MG_8641

_MG_8643

MulherBemVestida e Sensualité

_MG_8646

MulherBemVestida e Sensualité

_MG_8649

MulherBemVestida e Sensualité

_MG_8650

MulherBemVestida e Sensualité

_MG_8651

_MG_8653

_MG_8664

_MG_8668

_MG_8674

_MG_8675

Recria Mundo

Recria Mundo

Recria Mundo

Recria Mundo

kely Fernandes

kely Fernandes

Laysa Rosa

Laysa Rosa

kely Fernandes

kely Fernandes

Kely Fernandes

Kely Fernandes

Laysa Rosa

Laysa Rosa

Estilistas Laysa Rosa e Kely Fernandes

Estilistas Laysa Rosa e Kely Fernandes

_MG_8717

_MG_8719

_MG_8722

_MG_8733

_MG_8739

_MG_8748

VitrinesDay

Se liga galera!

Domingão bapho com o BAZAR DAZAMIGA.  Eu nunca fui, mas já está em sua oitava edição e quem costuma ir fala muito bem do evento. E tudo tem sua primeira vez, não é mesmo?! Vou cobrir o evento e trago para vocês.

Bazar dazamiga

Informações do evento: O brechó mais do balacobaco da cidade retorna em sua 8ª edição, melhor do que nunca, promete inovar e ampliar o circuito de moda, com a mesma atmosfera de desapego, pechinchas e gente interessante! Agora em novo local, com maior estrutura, conforto, estacionamento, caixas eletrônicos, área coberta e melhor circulação de todos! O espaço será ambientado e estilizado com a cara do bazar!
Ainda, sorteio de produtos da linha TIGI (bed head, catwalk, s factor), pipoca e algodão doce!

Galeria dos Brechós

Gente um brechó já é bom agora imagine uma galeria de brechós, uma verdadeira loucura, não é mesmo?

IMG_7408

No Guará existe essa galeria para o deleite de todas as mulheres de Brasília, são oito Boxes de brechós cada um com o seu jeitinho e com suas roupas sapatos e acessórios seminovos em ótimo estado.

IMG_7406

IMG_7399

Entrada da Galeria

A galeria já é antiga, ela funcionava em um dos blocos do Guará, mas há pouco tempo as donas dos Boxes receberam uma proposta de irem para um novo lugar, foi aí que elas passaram definitivamente para o subsolo Toca do Calango na QE 7 do Guará I. A nova galeria tem apenas cinco meses, mas o encontro das donas dos Brechós acontece a mais de sete anos, elas já são bem experientes nesse assunto.

Donas dos Brechós

Donas dos Brechós

Galeria

Galeria

Eu visitei a galeria e simplesmente amei o lugar, lá é possível encontrar de tudo como, modinha, roupas de festa, fantasias, acessórios, sapatos, bolsas, roupas masculinas, roupas sociais, terninhos, enfim muita coisa mesmo, é de deixar qualquer mulher louca.

Brechó Vip

Brechó Vip

Brechó Vip

Brechó Vip

As donas dos Brechós compram e vendem roupas, sapatos, acessórios, bolsas, fantasias, etc, por isso se você tiver em sua casa alguma coisa em bom estado e que não te agrada mais é só ir até a galeria e passar para frente. Eu amo Brechós, no meu blog tem outras matérias sobre outros brechós e eu insisto em dizer que o que não serve mais para você pode ser ótimo para o próximo. O preconceito ainda é muito grande, existem muitas pessoas que não usam de jeito nenhum, é um direito que elas têm, mas eu acho simplesmente o máximo e essa tendência vem crescendo a cada dia aqui no Brasil.

Brechó Mandarela

Brechó Mandarela

Brechó Rose Rosa Choque

Brechó Rose Rosa Choque

Corra e aproveite para comprar e para vender o que não querem mais. E ah, as donas dos brechós da galeria não aceitam trocas, somente vendas. As roupas são todas lavadas e passadas o local também é super agradável e limpinho.

Brechó De Tudo um Pouco

Brechó De Tudo um Pouco

Brechó Breshop I

Brechó Breshop I

Roupa em brechó já costuma ser barata e para melhorar o que já era bom, as donas dos brechós ainda fazem liquidação, então é bom ficar atenta, porque de vez em quando tem ótimas liquidações por lá. As mercadorias da galeria agradam todas as gerações, de acordo com uma das donas do brechó, vão de pessoas adolescentes até idosas, não tem distinção e muito menos discriminação, com certeza você será muito bem recebido (a).

Brechó Elegance

Brechó Elegance

Brechó Nice Brechó

Brechó Nice Brechó

A galeria é composta por oito Boxes, o Vip, o Mandarela, o Rose Rosa Choque, o De tudo um Pouco, o Breshop I e II o Elegance e o Nice Brechó.  Cada um tem o seu estilo, vale a pena demais conferir.  Funciona de segunda à sexta de 9h às 18h e aos sábados de 10h às 18h. Os preços variam de R$ 3,00 a R$ 50,00. Fica na QE 7 do Guará I. Bl G. Subsolo Toca do Calango.

OBS: Não esqueça de curtir a página do Vitrines.

Babette Boutique Brechó

Por Dayane Almeida

Meninas, vocês vão EN-LOU-QUE-CER com essa matéria do brechó Babette, que fica no Sudoeste. Vocês não têm noção do que eu vi lá – um brechó de verdadeiro LUXO, só peças perfeitas, de griffe. Além das roupas famosas, muitos acessórios como sapatos e bolsas das melhores marcas.

Cilene, a dona, é mais doida do que nós todas juntas, uma garimpeira danada que faz coisas que até Deus duvida para achar coisas incríveis para nos oferecer. E os preços são outra loucura, vocês não vão acreditar quando virem o que poderão comprar por muito pouco dinheiro.

Não tem mágica – só experiência e bom gosto. Cilene morou nos Estados Unidos e era vizinha de um brechó onde fazia bico, para faturar uns trocados e treinar o inglês. Apaixonou-se pelo negócio!

Voltando ao Brasil, trouxe na cabeça e no coração a ideia de abrir um brechó de luxo aqui em Brasília. Alguma coisa capaz de repetir a cena americana, onde as mulheres chiquérrimas chegam de Mercedes e BMW para comprar peças de second hand. “Lá não existe preconceito e ninguém faz desaforo para dinheiro”, ela explica, ensinando: “faz parte da cultura”.

Já em casa, passou algum tempo mantendo contato com as antigas amigas americanas, acompanhando o desempenho dos brechós delas. E um dia resolveu pôr em prática o sonho de fazer a mesma coisa aqui. O nome surgiu de estalo: “Babette”, lembrando as garotas da Belle-Époque e um filme de Brigitte Bardot.

Negócio feito com paixão de verdade, porque, como ela mesma diz, “paixão não pode ser só da compradora que está escolhendo, mas também da empresária que está escolhendo o que vai oferecer para a cliente”. Sem essa sintonia, nada feito.

Brasília tem muitos Brechós, mas um de luxo eu ainda não tinha visto, o conceito da Babette é completamente novo – e o estoque e o charme também são. Afinal, nesses seis meses de funcionamento, Cilene nunca abriu mão de fazer a diferença, atendendo a todas as mulheres de bom gosto, mulheres exigentes e que não jogam dinheiro fora.

A empresária tem uma agenda de fornecedoras de alto nível, mulheres que compram muito e usam pouco o que compram. A maior parte das peças ainda está com as etiquetas de compra. “As mulheres são compulsivas demais. Elas compram muito e muitas vezes simplesmente chegam em casa e acabam deixando na gaveta; quando usam, é no máximo uma vez. E, como a moda está sempre indo e voltando, eu renovo sempre as mercadorias”, explica.

Sabemos que a mulher brasileira ainda não tem o costume de comprar em brechós; persiste certa resistência. Algumas entram na loja e amam o que veem, mas – quando percebem que é um brechó – saem na mesma hora. Isso precisa mudar meninas! Estamos vivendo uma época financeira complicada e difícil, não dá para jogar dinheiro fora – sem falar na sustentabilidade. Vamos cuidar do Planeta. O que não te serve mais passa adiante, sempre vai haver alguém interessado para comprar e usar. E economizar, com luxo e requinte.

Eu, particularmente, AMO brechós, aquele ar de garimpo, de procurar o melhor pelo preço mínimo. Só não dá é para abrir mão do bom gosto e da qualidade – e isso Cilene garante. E tem mais: ela mesma cuida de todas as peças, que são lavadas e esterilizadas antes de irem para as prateleiras (o método é segredo de ofício, que ela trouxe da América). Manchas, falta de botões, defeitos ou desgastes pelo mau uso, nem pensar. “Mas não tem nada melhor do que a satisfação da mulher que está procurando alguma coisa há muito tempo – e, na Babette, ela acha e vê que pode pagar o preço”, comemora.

Agora, um último segredinho: um setor só para as cheinhas, que se recusam a abrir mão da elegância. “Para elas, eu tenho roupas lindas e atuais, que vão deixá-las sexy e gostosas no máximo!”, promete, acentuando: “garanto manequins do 46 ao 50 do mesmo modelo de um 36”. Dá para perder? Não!!!

Na Babette você encontra produtos das marcas: GUCCI, LE LIS BLANC, PRADA, DIOR,LOUIS VITTON,KATE SPADE, MIU MIU, JIMMY CHOO,MARA MAC, BCBGMAXAZRIA, EMPORIO ARMANI, VALENTINO, ANIMALE, dentre outras. A loja funciona de segunda-feira a sábado de 10h às 18h 30, aceita todos os cartões de crédito em até três vezes,  se for à vista a dona da loja dá de 5% a 10% de desconto dependendo da compra.  Dá para encaixar no seu orçamento – os preços vão de R$ 25 a R$ 1.800. Ou seja, você é quem escolhe o acessório chique e de qualidade ou aquela roupa completa, para exibir uma etiqueta daquelas que causam inveja. adicionem o Facebook da loja e fiquem ligadas nas novidades.

 

Contato:

61- 3344-1296

Endereço:

CLSW 303 Bloco C Loja 46 – Sudoeste Brasília.

Bolsinhas de mão vintages

Brechó Clichê

Por Dayane Almeida

Galera esse post é um mimo, eu gostei muito de fazer essa cobertura, uma entrevista muito legal, se trata de um Brechó fera que fica em Taguatiga. Ao chegar lá a primeira pergunta que você se faz é: Uai, mas onde fica esse brechó?!. A dona foi muito esperta, ela aproveitou o espaço que tinha em seu quarto e fez um ambiente super agradável para expor as peças de roupas, o que a princípio aguça ainda mais a curiosidade.

Brechó Clichê

Eu já havia começado outra matéria falando sobre crises e lá vou eu falar da danadinha mais uma vez, (tenho a impressão que ainda veremos muito esse assunto por aqui. Rs) muitas vezes ela vem repleta de oportunidades, lógico, isso vai muito da personalidade de cada um, mas quando se é esperto a crise é mais do que uma oportunidade, muitas vezes ela vem para dar uma sacudida e mudar muitas coisas em nossas vidas. Foi o caso da publicitária Clarissa Santiago que também é formada em moda. No final de 2011 ela foi demitida da agência em que trabalhava com atendimento publicitário e com isso ela teve a ideia de não ficar parada, então ela foi para São Paulo visitar uma amiga e lá resolveu pegar o dinheiro da sua rescisão e comprar algumas peças de roupas e abrir a sua loja a “Clichê”.

Espaço Clichê

Foram dois meses para divulgar as peças, tirar fotos, etiquetar, e arrumar as araras, depois de todo esse processo às vendas foram ótimas e em pouquíssimo tempo as araras já estavam bem reduzidas e como a Clarissa não teria como voltar em São Paulo naquele momento ela teve a brilhante ideia de pegar as últimas peças de roupas novas e ir à casa de suas amigas e trocar por roupas usadas, “uma saia nova que eu trouxe de São Paulo eu trocava por dez ou doze peças de roupas usadas, essa ideia veio depois que eu comecei a colocar roupas minhas nas araras e aí eu vi que tinha saída, que a galera comprava e gostava”, explica.

Clarissa Santiago

De acordo com a estilista, essa onda de Brechó é muito legal, é sustentável e Brasília ainda tem muito pouco. E com o passar do tempo Clarissa resolveu fazer o sistema de trocas entre suas clientes também, ela explica que se tivesse uma loja não daria para fazer isso, já que os custos seriam bem mais altos, mas como a Clichê funciona em sua casa dá tranquilo para sustentar o sistema de trocas. E funciona assim: se você tiver roupas, acessórios e calçados em bom estado e já tiver enjoado da cara deles é só levar, suas peças ficam como bônus, não é uma coisa pela outra, não vale o preço estipulado por você e sim por ela, é importante frisar bem isso, porque tem pessoas que pensam que vão chegar lá e trocar uma coisa pela outra, mas não é bem isso.

Roupas e acessório do Brechó

As peças de roupas encontradas na Clichê não são todas usadas, como a Clarissa é formada em moda ela também lança suas próprias coleções, são roupas muito legais, num estilo bem jovem, agrada e muito. “Como eu sempre trabalhei com moda e fiz faculdade de moda, já tive até uma marca de biquínis eu não ia deixar o meu sonho morrer, então com a parte dos lucros do Brechó eu produzo uma coleção exclusiva com peças com a grade pequena que eu mesma faço e lanço”, afirma a estilista.  No ano passado ela lançou a coleção verão, esse ano ela lançou a coleção inverno e no início do mês de setembro irá lançar sua nova coleção de verão.

Roupas e acessórios da Clichê

Se você quer conhecer o Brechó Clichê é necessário agendar um horário, segundo a Clarissa, funciona dessa maneira por ser em sua casa, dentro do seu quarto e por esse motivo o espaço é limitado e o número de pessoas também, no máximo cinco pessoas por hora, ela acredita que assim suas clientes ficam mais à vontade e como é ela mesma quem faz o atendimento é importante que não tenham muitas pessoas para que ela consiga dar uma especial para todas as suas clientes.

Roupas e acessórios do Brechó

As coisas na Clichê não são caras,  peças do Brechó vai de brincos de 1,00 real até no máximo uma calça de couro ou calças jeans da Diesel que custam em média 150,00 reais. Das coleções da Clarissa a peça mais cara saí por no máximo 200, 00 reais, não passa disso.

Roupas e acessórios do Brechó Clichê

Então é isso gatinhas, agendem os seus horários e vá ao Brechó Clichê, tem shorts lindos por 25,00, 30,00 reais, vestidos bem legais por 30,00, sapatos por 20,00, 15,00 reais e tem preços bemmmm menores, dá para fazer compras excelentes naquele lugar, sem falar que é um lugar muito gostoso, agradabilíssimo. Corram!

Contatos:

Telefone: 61-9280-0030, Perfil no Facebook,  FanPage, E-mail: clarindia@gmail.com@gmail.com e Instagram: @clarindia.